Google
 

Tuesday, May 03, 2005

Qual a sua motivaçao?

Já me me perguntei várias vezes porque valorizamos tanto o exterior, quando Deus enxerga o nosso interior.
Nao há nada mais fácil que enganar as pessoas através da aparencia.
E é por isso que ninguém engana a Deus, porque Ele tem acesso livre ao lugar onde verdadeiramente nós somos quem somos.

E quando eu me deparo com o clássico texto que define e caracteriza o amor, eu olho para dentro de mim mais e mais, e me pergunto, há alguma coisa assim dentro de mim?

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine.
Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver
amor, nada serei.
E E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará.
O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, o amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará;

Que Deus me ajude a olhar as pessoas com os olhos de Cristo. Que eu nao julgue e que eu nao me engane pelas aparencias.

Que Deus me ajude a viver o amor e ter o amor como a motivaçao da minha existencia. Deus é amor e amor é Deus. Portante, sendo movido pelo amor e nao pelo reconhecimento humano, eu estarei sendo movido pelo próprio Deus.

Que o amor seja a base do meu caminhar com Cristo e nao apenas um dom como muitos pensam. Os dons sao distribuidos em diversidade para a edificaçao do corpo de Cristo, e por isso nao sao dados os mesmos dons para todos. Se amor fosse dom, uns agraciados o teriam e outros nao, mas quando olho o amor como a base de tudo que existe no Reino de Deus, entao vejo que cada um individualmente é responsável por te-lo e por expressa-lo como uma forma de mostrar a verdadeira razao da vida.

A Deus seja a glória,

Rodrigo Serrao




1 comment:

Adriana Simões said...

Serrão!! Abençoado e belo Serrão!

Lindo o seu texto falando do amor, do verdadeiro amor, muito embora seja o mais difícil nos dias de hoje, pois o homem consegue deturpar o amor dado pelo Pai Celestial! O amor puro, sem interesse, amor que vem da alma e tenta enxergar a alma do outro, e não a aparëncia, que na verdade de nada vale!
O mundo institui o seu próprio 'amor', que na no entanto de amor não tem eh nada, se as pessoas procurassem saber mais do amor que Jesus tem para oferecer, iriam sentir o que eh realmente ser amado!

Jesus AMA vc Serrão, como ama a mim e a todos nós!

Fica com Deus, e continue escrevendo assim, tão bem!

Beijos

Simões (Dri)