Google
 

Friday, December 29, 2006

Pequeno comentário sobre meu ano de 2006

Parece piada ou brincadeira, porém não é. O ano acabou de novo. Talvez ainda mais rápido que o ano passado. Tudo muito rápido, acelerado, impaciente. Parece até que Deus está com pressa.

O ano de 2006 para mim foi muito bom. Posso dividí-lo em antes e depois da minha viagem à Asia. Não que minha vida tenha mudado significativamente depois que cheguei da Asia, mas que os dois semestres do ano foram bem diferentes e com alvos e dificuldades também diferentes. Antes, ou seja, no primeiro semestre, eu tive que me empenhar no processo de aplicação e seleção para a viagem missionária. Também tive que buscar levantar a grana necessária. Contudo, o dinheiro não foi levantado completamente até eu voltar da viagem. Em relação às minhas aulas, eu diria que foram boas. Não foi tão difícil completar o semestre com notas boas.

Por conta de que os preparativos para a viagem foram tranquilos, o dinheiro não era um “big deal,” pois eu tinha a liberdade para continuar juntando quando voltasse, e mesmo assim teria dinheiro para levar comigo. Também por conta de que as aulas não me deram tanto trabalho, ou seja, consegui terminar tudo sem o medo de ter tomado apenas notas ruins, eu diria que o primeiro semestre foi tranquilo, calmo, mesmo com pequenos contratempos.

A segunda parte do ano, porém, foi o oposto da primeira. Minhas aulas, me deram muito trabalho, literalmente. Tive que escrever muitos trabalhos, um pouco acima da média que estou acostumando. No meio deste processo de ter que estudar e claro, trabalhar, eu resolvi fazer uma viagem com um duplo propósito. Resolvi estudar no Brasil e fazer um “estágio” em uma igreja lá também. O problema foi que para cada uma dessas atividades, eu teria que aplicar e preparar todo o plano e material em dois departamentos totalmente diferentes daqui da Baylor. O programa de “study abroad” me deu a oportunidade de estudar na UFMG e o programa de “mentoring” me levou a contactar a Igreja Batista do Barro Preto para “estagiar” lá. Para cada um desses programas eu tive uma série de papéis para preencher, uma quantidade enorme de emails para enviar e receber. Além de um plano de estudo, conversa com professores e o mais difícil até agora, levantar uma quantia suficiente para que eu possa me sustentar no Brasil durante um semestre apenas estudando. Tudo isso somado a um dos mais difíceis semestres em termos acadêmicos, fizeram do segundo semestre de 2006 uma grande dor de cabeça para mim.

E para completar com chave de ouro, tem também o episódio das passagens aéreas que foram compradas, porém depois tiveram que ser mudadas as datas. Esse fato também contribuiu para o grande pesadelo do segundo semestre de 2006, pois me consumiu grande energia para conseguir ajustar datas e vôos e classes, tudo do jeito que eu queria (e podia).

Ainda tem algumas pendências de 2006 que irão ser transferidas para 2007, como por exemplo a questão do dinheiro. Contudo, como disse acima, Deus está com pressa e o tempo está passando a 100 por hora. Para situações como a minha, neste segundo semestre de 2006, quanto mais rápido o tempo passar melhor. E de fato, quando olho para trás, não acredito que fiz tanta coisa em apenas 4 meses.

O importante agora é agradecer a Deus por tudo. Pelas lutas, dificuldades, oportunidades, condições para fazer o que fiz, faço e farei.

Quero que fique bem claro que não estou reclamando a Deus pela vida que tenho e que levo. Sei que sou um privilegiado e que muitos gostariam de estar na minha situação. Estou apenas usando o meu blog para escrever de forma resumida a minha percepção dos dois semestres do ano de 2006.

Me alegro também pelo fato de que vou passar o primeiro semestre de 2007 no Brasil. Apenas queria que durante este tempo, Deus tirasse o pé do acelerador um pouquinho e o tempo não passasse tão rápido.

Rodrigo Serrao

1 comment:

Adriana Simoes said...

Rozinho!!!

Pois é, Deus é tremendo e fez esse tempo voar!!
Fico feliz por tudo, e é muito bom saber que Deus está trabalhando e tomando conta de tudo!! Amém e Amém por isso!!
Com estresse e sem ele o legal é saber que tudo se resolve e que as coisas ruins passam!!

Deus te abençoe
Feliz 2007

Beijos
Dri